O neurologista é o especialista que se ocupa do diagnóstico e tratamento de doenças que envolvem o sistema nervoso central, periférico e autonômico. As doenças neurológicas são muito variadas, todas com particulares graus de gravidade. Cefaléias, acidente vascular cerebral (AVC), demência (ex. doença de Alzheimer), distúrbios do movimento (ex. doença de Parkinson), epilepsias e neuropatias periféricas são apenas alguns exemplos.

Mas quando devemos procurar um neurologista?

Não existe resposta exata para uma questão que deve ser tratada com equilíbrio e acompanhamento médico, mas alguns sinais ajudam a indicar a necessidade de buscar esse tipo de atendimento. Listamos cinco deles:

Dor de cabeça

É um dos sintomas mais incapacitantes para os pacientes. A presença de uma dor de cabeça de início agudo e de forte intensidade é um importante sinal de alarme. Uma dor de cabeça nova ou uma dor antiga com mudança nas suas características usuais, principalmente em pacientes idosos, gestantes, imunodeprimidos, com comorbidades
prévias ou usuários de medicações contínuas deve chamar atenção. Nesses casos, é interessante procurar um neurologista para entender o que está por trás.

Prejuízo de memória

Motivo muito frequente de preocupação por parte dos pacientes e familiares. Situações cotidianas que chamam atenção incluem esquecer rapidamente o que é dito e repetir perguntas ou conversas com frequência, esquecer nomes, datas ou compromissos, entre outros. Atenção especial deve ser dada quando a perda de memória interfere com as funções do dia a dia do paciente e quando vem acompanhada de alterações em outras funções cerebrais, como atenção, linguagem, orientação visuoespacial, humor, comportamento, etc. Avaliação por um neurologista é fundamental para elucidação desse problema.

Problemas para dormir

Existem diversos distúrbios do sono – insônia e apnéia são os mais comuns. Se a frequência é incômoda e começa a afetar o seu cotidiano, o desempenho e a saúde, é importante entender o que está acontecendo e procurar tratamento.

Movimentos involuntários e dificuldade com marcha

Movimentos involuntários incluindo tremores e espasmos, além de dificuldade para realização de movimentos voluntários como caminhar, são importantes motivos para consultar um neurologista. Se a sua rotina for prejudicada por esse tipo de situação, é um sinal da necessidade de ir atrás de auxílio.

Tontura

Pode ser percebida como sensação de que as coisas ao redor estão girando, fazendo perder o controle do equilíbrio do próprio corpo. Apesar de que o equilíbrio é regulado pelo labirinto, que fica localizado no interior do ouvido, ele envia estes estímulos para o cérebro, que é responsável por processá-los. Portanto, por trás dessas tonturas podem estar distúrbios do sistema nervoso central.

Onde consultar?

Se alguma das descrições acima (ou outros sintomas, como perda de memória, confusão mental, dor crônica, fraqueza e convulsões) se encaixam com o que você está sentindo, busque atendimento especializado. A Clincare aproveita para lhe apresentar o Dr. Gustavo de Souza Custódio (CRM SC 19833), novo médico que chegou para agregar em nossa equipe.

Ele é graduado pela Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), tem residência em Clínica Médica pelo Hospital Governador Celso Ramos (HGCR) e em Neurologia pelo Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago (HU-UFSC) – Florianópolis. É experiente no tratamento de pacientes com doenças neurológicas como cefaléia, demências, AVC, epilepsia e doenças que prejudicam a comunicação neuronal do sistema nervoso central. E está preparado para te receber e ajudar a superar os seus problemas. Para marcar uma
consulta, entre em contato pelo telefone (47) 99602-2888!

Consultas em Psiquiatria na Clincare

Precisando de uma consulta? Na Clincare você encontra alguns dos profissionais mais qualificados do mercado. Marque a sua consulta hoje mesmo!

× AGENDE SUA CONSULTA