Você sabia que existem dezenas de doenças do sono? Mesmo que sejam mais comuns em crianças e idosos, elas podem surgir em pessoas de qualquer idade. Como ter boas noites de sono é fundamental para garantir o funcionamento correto do corpo ao longo do dia, essas doenças, quando surgirem, devem ser tratadas o quanto antes.

Mas você sabe quais são as doenças do sono? Algumas delas, como a insônia, são muito conhecidas. No entanto, há outras que são tão comuns quanto, como é o caso da apneia do sono e da síndrome das pernas inquietas.

Neste texto, a Clincare fala sobre estes 3 problemas — visto que eles são as principais doenças do sono. Além de explicar o que são, como funcionam e o que causam, ao final do texto nós também mostramos o que fazer nestes casos. Acompanhe!

 

Quais são as principais doenças do sono?

 

1. Insônia

A mais conhecida e frequente entre todas as doenças relacionadas ao sono é a insônia. Ela é caracterizada pelas dificuldades em iniciar ou manter o sono, além de despertares durante a noite ou muito cedo. Como citamos na introdução, um dia produtivo é impossível sem um sono de qualidade, e a insônia impede que se durma bem.

Ela pode ter diferentes causas, podendo surgir isoladamente ou como consequência de outras doenças — como é o caso da depressão e outras doenças neurológicas.

Quando surge sozinha, ela pode ser causada por maus hábitos, como a ausência de uma rotina de sono, uso de alguns remédios e abuso de substâncias como cafeína, álcool e tabaco. Até mesmo o uso excessivo de celular à noite pode causar insônia.

 

2. Apneia do sono

Também conhecida como síndrome da apneia obstrutiva do sono ou SAOS, esta doença está diretamente ligada à respiração. O que acontece aqui é um colapso das vias aéreas, fazendo com que a respiração pare e volte várias vezes ao longo da noite.

O resultado é um ronco alto e sensação de sono persistente ao longo do dia, mesmo que o paciente tenha tido uma noite de sono longa.

Além do cansaço, que traz problemas como dores de cabeça e perda de concentração ao longo do dia, a apneia do sono ainda está relacionada ao aumento do risco de desenvolver doenças mais graves, incluindo hipertensão, insuficiência cardíaca e diabetes.

apneia do sono

3. Síndrome das pernas inquietas

Seu nome técnico é doença de Willis-Ekbom, mas muitos a conhecem como síndrome das pernas inquietas. Esta condição faz com que o paciente sinta um desejo incontrolável de mexer as pernas, e elas são movidas involuntariamente. Sua ocorrência mais comum é em momentos de repouso e durante o sono — prejudicando a qualidade da noite.

Infelizmente, não se sabe qual é a causa exata da síndrome, mas especialistas apontam uma relação genética. Além disso, o consumo de cafeína e tabaco costumam piorar os sintomas, o que faz com que a indicação seja que os pacientes evitem tais substâncias.

 

E o que fazer nestes casos?

Se você se sente sonolento ao longo do dia, além de perder o foco e se sentir irritado com facilidade, é provável que você esteja com alguma doença do sono. Nestes casos, o mais indicado a se fazer é procurar um médico para investigar os sintomas, descobrir qual é o problema ocorrendo e iniciar o tratamento mais adequado.

Preferencialmente, indica-se a procura de um médico especializado no sono, como é o caso de um de nossos profissionais aqui na Clincare. No entanto, clínicos gerais, psiquiatras e neurologistas também podem ajudar.

E você, já conhecia as principais doenças do sono? O que achou do texto? Caso tenha gostado e queira receber mais, é só seguir a Clincare no Instagram!

×

Powered by WhatsApp Chat

× AGENDE SUA CONSULTA