No mundo em que vivemos, a ansiedade é um dos principais problemas sofridos por uma enorme parcela da sociedade. As constantes preocupações e obrigações relacionadas ao mundo moderno, aliadas ao bombardeio de informações cada vez maior, fazem com que muitos estejam ansiosos por uma boa parte do tempo.

Ainda que, até certo ponto, sentir-se ansioso seja algo normal — visto que a ansiedade nada mais é que uma resposta do corpo a situações perigosas —, nós sabemos que ser acometido pela ansiedade o tempo inteiro pode ser altamente prejudicial. Sua presença diminui a produtividade e nos impede de realizar tarefas cotidianas essenciais.

Tendo isso em mente, fica clara a importância de ter controle sobre a própria ansiedade, com o objetivo de diminuir seus sintomas e conseguir conviver com ela. E é exatamente isso que a Clincare mostra neste texto.

Na sequência, você poderá acompanhar 4 dicas para aliviar a ansiedade e seus sintomas. Confira! 

 

4 dicas para aliviar a ansiedade e seus sintomas

1. Observe os fatos e acontecimentos de forma realista

Lembra que citamos que, biologicamente falando, a ansiedade é uma resposta do corpo a situações perigosas? Quando a mente está neste estado de alerta, ela busca entender o máximo de informações a respeito do que pode dar errado. E é por isso que, quando estamos ansiosos, nossas cabeças ficam inundadas de pensamentos diversos.

No entanto, nestes momentos é comum que observemos a situação com percepções distorcidas. Para que a ansiedade não tome conta, é essencial abordar o problema de uma forma realista, tendo uma visão mais equilibrada. Nossa imaginação pode ser muito fértil — e pensar em probabilidades ao invés de possibilidades será benéfico.

ansiedade

2. Saiba que consequências fazem parte da vida

Podemos afirmar que a ansiedade é o medo das consequências — sendo esta apenas uma das formas de explicar o que sentimos quando estamos ansiosos. No entanto, é preciso relembrar que toda ação tem suas consequências, e que isso está longe de ser algo ruim.

Quando normalizamos as consequências, entendemos que elas fazem parte da experiência humana e que a ansiedade faz com que elas pareçam muito piores do que realmente são.

3. Não queira controlar tudo à sua volta

Um dos motivos por trás da ansiedade de muitas pessoas é a incapacidade de controlar certas situações. Afinal, há quem não consiga se sentir bem quando as coisas estão fora do seu controle. Quando isso acontecer, é importante ter em mente que não é possível controlar tudo que acontece; apenas o que depende de nós mesmos.

Tentar, em vão, estar à frente de situações que essencialmente fogem do seu controle pode ser um enorme catalisador para a ansiedade. Para evitar que isso aconteça, foque apenas nos problemas que dependem exclusivamente de você.

4. Reconheça sua ansiedade

Por fim, uma das dicas mais importantes para aliviar a ansiedade: reconhecê-la. Com o objetivo de se sentirem melhor, muitos tentam ignorar o problema, fingindo que ele não existe e fazendo o possível para que os sintomas passem logo.

Contudo, reconhecer a ansiedade é uma das melhores soluções. Mais que fingir que o problema não existe, precisamos aprender a lidar com ele.

E você, o que faz para aliviar a ansiedade? Gostou das nossas dicas? Caso tenha gostado do texto e queira receber mais conteúdo, é só seguir a Clincare no Instagram!

× AGENDE SUA CONSULTA