Muitos que não entendem do assunto acreditam que a cirurgia geral é uma especialidade “de passagem”, feita apenas por médicos que, mais tarde, se especializam em outras áreas cirúrgicas. No entanto, tal ideia está completamente equivocada. A cirurgia geral é uma especialidade altamente complexa, englobando uma série de procedimentos delicados.

E, neste texto, nós te mostramos isso com mais clareza. Talvez você não saiba, mas quem realiza cirurgias a maior parte das cirurgias de emergência são os cirurgiões gerais. Ao mesmo tempo, também são estes profissionais que fazem procedimentos mais “simples”, como a correção de hérnias, por exemplo.

Na prática, poucos médicos têm a obrigação de ser tão versáteis quanto os cirurgiões gerais — e é por isso, entre outros motivos, que eles são tão importantes.

Quer descobrir quais são os procedimentos que fazem parte da cirurgia geral? É só continuar a leitura abaixo!

 

Procedimentos que fazem parte da cirurgia geral

 

Cirurgia abdominal

Começamos com o tipo de cirurgia pelo qual os cirurgiões gerais são mais conhecidos: a cirurgia abdominal. Estes procedimentos tratam dos órgãos que vão do diafragma até a pélvis. Alguns exemplos conhecidos são as correções de hérnias de hiato e da parede abdominal, pedra na vesícula e cirurgia da obesidade.

Há duas maneiras de realizar cirurgias abdominais. Uma delas é através do método tradicional, invasivo, em que o abdômen do paciente precisa ser aberto para que o cirurgião seja capaz de executar o procedimento. Apesar de ser mais complexa e ter um pós-operatório delicado, é a mais recomendada para situações de urgência e emergência.

A outra é através da laparoscopia, método que explicamos com mais detalhes abaixo.

cirurgia abdominal

Cirurgia laparoscópica

A cirurgia laparoscópica, ou cirurgia por laparoscopia, é uma grande evolução no campo da cirurgia geral. Ela é um procedimento minimamente invasivo, em que o paciente não precisa ser aberto. Aqui, basta que o cirurgião faça de 3 a 6 furos, suficientes para que uma microcâmera e os outros instrumentos necessários entrem no corpo do paciente.

Dessa forma, o processo pós-operatório se torna muito mais tranquilo para o paciente. Além disso, a cicatriz também acaba sendo muito menor, com menos de 2 cm. No entanto, ela só é recomendada para cirurgias em que não há urgência.

Algumas das cirurgias mais feitas através da laparoscopia incluem cirurgia bariátrica, remoção de órgãos inflamados (como vesícula, baço ou apêndice), tratamento de hérnias do abdômen e remoção de tumores (como do reto ou pólipos do cólon).

 

Cirurgia do trauma

Por fim, talvez o campo mais delicado da cirurgia geral: a cirurgia do trauma. Esses procedimentos são feitos em pacientes que sofreram traumas recentes, como quedas, acidentes domésticos e colisões de trânsito.

Aqui, estamos falando de intervenções mais agressivas, procedimentos rápidos e necessidade de controle de hemorragias. Muitas vezes, esse tipo de cirurgia é realizada em pacientes com risco de morte — o que aumenta a responsabilidade e a necessidade de alta qualificação por parte do cirurgião.

A cirurgia geral é uma das especialidades presentes na Clincare, uma clínica completa e pronta para te atender nas mais diversas especialidades. Caso tenha gostado do texto e queira receber mais, siga-nos no Instagram!

×

Powered by WhatsApp Chat

× AGENDE SUA CONSULTA