A dor de estômago pode ser bem incômoda. Quem sofre ou já sofreu com o problema sabe o quão desconfortável e doloroso ele pode ser, e justamente por isso ele deve ser tratado o quanto antes.

E, quando falamos em tratamento, a forma mais eficaz de escolher o melhor caminho é olhando para a causa do problema. Existem algumas possíveis causas da dor de estômago, e é preciso avaliar as possibilidades para descobrir de onde vem o problema e, consequentemente, como resolvê-lo.

Foi pensando nisso que a Clincare elaborou este texto. Abaixo, nós mostramos as 5 principais causas da dor de estômago. Caso esteja com dores e identifique alguma das situações descritas, talvez agora seja a hora de procurar um médico; para resolver a situação e descobrir se estamos lidando com um problema mais sério.

Continue a leitura e descubra!

 

Quais são as causas da dor de estômago?

 

1. Estresse

O estresse em excesso é uma das causas da dor estômago. Isso acontece porque, quando estamos muito estressados, nervosos ou ansiosos, o estômago produz mais ácido gástrico, deixando o órgão mais sensível.

Nestes casos, o ideal é tentar controlar a ansiedade e o nervosismo. Gastrites causadas por estresse são muito comuns em estudantes em retas finais e em pessoas que estão sofrendo muita pressão no trabalho. Tentar aliviar essas situações é a melhor solução aqui.

 

2. Uso de certos medicamentos

Medicamentos como anti-inflamatórios não esteroides (AINES) também podem causar dor de estômago, especialmente em pessoas mais velhas. Isso porque esses remédios deixam a mucosa do estômago fragilizada, facilitando imensamente o desenvolvimento de uma gastrite.

Na maioria dos casos, suspender o uso contínuo do medicamento que causou o problema é a solução para este tipo de dor. Recomenda-se o acompanhamento com um médico para avaliar a melhor solução.

dor abdominal

3. Álcool e cigarro

Mais uma das causas da dor de estômago é o consumo de álcool e o tabagismo. Além de todos os outros malefícios que causam, o cigarro e o excesso de bebidas alcoólicas também irritam e inflamam a mucosa — tanto do intestino quanto do estômago. Isso também aumenta muito as chances de desenvolvimento de gastrites.

Aqui, a solução é simples. É fundamental cortar esses hábitos negativos da rotina e, preferencialmente, adotar hábitos mais saudáveis — como a adesão a uma alimentação balanceada e à prática regular de exercícios.

 

4. Consumo de alimentos contaminados

Você já ouviu falar na bactéria Helicobacter pylori? Pois saiba que ela também é uma das causas da dor de estômago. Um dos locais em que ela permanece é na superfície de alimentos crus. Ao ser ingerida, a bactéria causa infecção, perturba o controle de secreção de ácido clorídrico e provoca diminuição da defesa da mucosa. Tudo isso favorece o surgimento das dores.

Quando esta for a causa, o tratamento é feito com o uso de antibióticos. Contudo, é preciso que a possibilidade seja confirmada por um gastroenterologista para que o remédio seja receitado e este tratamento se inicie. 

 

5. Doença de Crohn

Por fim, uma causa que está diretamente relacionada a uma doença. Muitas vezes, a gastrite pode não estar relacionada a hábitos ruins, mas sim a um problema maior. A Doença de Crohn, caracterizada por inflamações no sistema digestivo, também pode ser uma das causas da dor de estômago.

Ainda que esta seja uma manifestação rara da doença, ela pode causar úlceras no estômago, provocando a dor.

Como a doença não tem cura, o recomendado aqui é seguir as orientações do médico para minimizar os sintomas. Ter hábitos alimentares melhores é uma das atitudes que mais traz resultados, com destaque para a redução de gordura e de derivados do leite.

E você, já conhecia as causas da dor de estômago? Está sofrendo com este problema? Talvez seja a hora de procurar um gastroenterologista! Caso tenha gostado do texto e queira continuar recebendo conteúdo sobre saúde, siga a Clincare no Instagram!

× AGENDE SUA CONSULTA